Fazendo Sprint Review sem imprevistos

Em um projeto que estou participando, tive uma experiência muito bacana, o projeto é conduzido com a metodologia scrum, portanto ao final de cada sprint temos o Sprint Review.

Para quem quer saber o que é scrum, clique aqui, mas vamos voltar ao assunto…

Portanto, a Sprint Review é a cerimônia de apresentação do que foi feito durante a sprint.

A apresentação em si é simples, um ou mais membros da equipe abrem o que foi feito no computador e mostra no projetor, isto quando se trata de desenvolvimento de software.

Mas no primeira sprint deste projeto, assim com certeza acontece com outras equipes pelo mundo, a apresentação deixou a desejar, embora tudo que precisa ser feito durante a sprint foi feito. Esta é pior parte, a equipe faz tudo, desempenha super bem durante a sprint, mas na Sprint Review, muitas vezes por falta de atenção, de ensaio, de preparação, as coisas dão errado e o cliente fica com a sensação de que nada foi feito conforme pedido. Veja o que aconteceu:

  1. No meu caso o que aconteceu foi que primeiramente não estava claro o que exatamente precisavam apresentar, em linhas gerais sim, mas no detalhes, o que, qual ordem, como, não estava claro.
  2. Depois tivemos um problema de intermitência no ambiente de testes, embora estava tudo funcionando um dia antes, no dia da review estava com problemas.
  3. Outro problema foi que uma parte do software estava finalizada, mas de última hora resolveram mudar algo, ai o que estava funcionando, parou de funcionar bem na hora que não podia parar, pois a mudança não deu certo.

Somente estes três detalhes acabou com a expectativa do cliente e o entusiasmo do time naquele Sprint Review. E ai como consequência adotamos as seguintes medidas:

  1. Ensaiar antes, ensaiar, ensaiar, nada de horas ensaiando, são minutos, então um membro do time que vai apresentar determinada parte, chama outro membro do time e apresenta para ele, é algo muito rápido, mas eficaz, pois quem vai apresentar já sabe o que, em que ordem e como;
  2. Plano B caso o ambiente de testes fica offline na hora da apresentação, neste caso o plano B era apresentar usando o próprio notebook do apresentador caso o ambiente de testes estivesse offline;
  3. Não inventar mudanças em véspera da Apresentação, pois tudo já esta pronto e ensaiado para a apresentação, fazer mudanças é a mesma coisa que jogar toda a preparação fora e se aventurar na sorte durante a apresentação.

Na última sprint, com estas 3 ações tivemos uma Sprint Review Ótima, extremamente alinhada, eficaz, sem falhas e com elogios.

Portanto deixo estas dicas para vocês e de brinde recomendo também baixar o eBook com 45 Técnicas para fazer uma Apresentação Fantástica, é só clicar aqui!

Share this article

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *